sexta-feira, 9 de julho de 2010

Anfitriões, Hóspedes e Cumprimentos

Anfitriões

Toda boa anfitriã ou bons anfitriões seguem as regras com muita disciplina.

A boa anfitriã deve estar pronta com 30 minutos de antecedência.

Cheque o cardápio, os vinhos, os cristais, as porcelanas e as pratarias ainda os empregados. Delegue mais uma vez a função de cada empregado para que não haja mal entendido.

Os presentes, como caixas de bombons ou petit-fours que a anfitriã receber deve ser servido aos outros convidados, no caso de vinhos poderá ser reservado.

As flores devem colocadas em vasos imediatamente e local de destaque na casa.

Os anfitriões circulam o tempo todo entre os seus convidados; é função dos anfitriões apresentarem os seus convidados uns aos outros e deixá-los à vontade.

Mimos para o Anfitrião

Leve algo típico de sua cidade (bananada, goiabada ou qualquer outro produto artesanal). É simpático!

Estrangeiros adoram ganhar livros com fotos da Amazônia - ou de outras exuberantes paisagens tropicais -, CDs de música brasileira, fitinha do Senhor do Bonfim, cachaças mineiras envelhecidas.

Durante a estadia, se perceber algo que o dono da casa deseja (um objeto para a casa, um livro, uma garrafa de certo tipo de vinho), não hesite, compre. "Mas não faça disso um sacrifício financeiro: é mais um exercício mental de descobrir o que o anfitrião curte".

Ao ir embora, deixe um bilhete de agradecimento com um belo arranjo de flores naturais. Esse é um gesto delicado e que causa ótima impressão - a última, nesse caso, também fica.


Recebendo Hóspedes

Receber requer prática, e receber hóspedes requer também disciplina, carinho com quem se recebe.

Manda a etiqueta que, ao convidar alguém para ficar hospedado em sua residência, você mesmo sugira as datas inicial e final para a permanência dele.

Veja a seguir, um exemplo de como você pode fazer isso de forma delicada: - Por que você não vem para o jantar na sexta-feira e fica até o domingo? Eu e a Maria vamos ficar muito contentes.

Convidando assim — fixando datas — o hóspede saberá quanto tempo durará sua estada. E bom ter em mente que receber hóspedes requer disciplina, atenção e carinho.

Inicialmente, você deve preparar um quarto especialmente para o seu hóspede.

Descubra discretamente os gostos alimentares de seu hóspede.

Não saia de sua casa deixando o seu hóspede sozinho, ao menos que seja imprescindível.

Deixe à disposição de seu hóspede: toalhas de banho e rosto, sabonete, pasta e escova de dentes; no verão se você não tiver no quarto de hóspedes aparelho de ar-condicionado, deixe um aparelho de circulador de ar e no inverno um aquecedor.

À noite, antes de deitar, para um maior conforto de seu hóspede, deixe uma jarra de água e copo no quarto do mesmo.

Obs.: Todo bom anfitrião deve fazer uma programação de passeio com o seu hóspede, reservando um tempo para que ele também possa ficar só.

Cumprimentos

Contato Físico

Não se cumprimenta uma pessoa que acabamos de conhecer dando-lhe beijos na face. Beijinhos são apenas para pessoas íntimas.

O homem é apresentado à mulher, mas caberá a mulher estender a mão para o homem; a mulher, quando com a sua mão enluvada, deverá tirar a mesma sempre que sentar-se à mesa.

O homem deve saber que não se beija a mão de uma senhorita. O beijo na mão se estende apenas às senhoras casadas.

Não é de bom tom apresentar uma pessoa, identificando por parentes ou situações de posição social.

Tapinhas nas costas entre cavalheiros são dispensáveis.

Cumprimentos com Elegância e Discrição

O aperto de mão é uma forma de cumprimento que deve obedecer a algumas regras de etiqueta, já que pode dizer muita coisa a respeito de uma pessoa.

Diz a etiqueta que a pessoa mais jovem não estende a mão até que a pessoa mais velha o faça, assim como um homem também não deve estender a mão para uma mulher. Mas se alguém nos estende a mão em situação que esteja infringindo alguma regra de cumprimentos, não deve ser recusado. Uma lei que deve ser respeitada por todos diz que nenhuma mão estendida pode ficar no ar.

Para evitar gafes, e como os costumes variam de sociedade para sociedade, o mais conveniente é um cumprimento rápido, sem força demasiada e sem movimentos truculentos.

Mas até com o simples aperto de mão precisamos tomar cuidado. Isso porque, na Ásia e no Oriente Médio, não se aperta a mão quando se cumprimenta alguém, pois isso é interpretado como um gesto agressivo.

Já nos países islâmicos, estender a mão para uma mulher é altamente ofensivo.

No Japão, como em outros países asiáticos, curvar-se diante de outra pessoa, é uma reverência que corresponde a um aperto de mão, com a particularidade de que a pessoa de status inferior curva-se antes e mais baixo.

Os tailandeses e os hindus mais tradicionais também não cumprimentam apertando a mão. Eles colocam as mãos unidas sobre o peito e se curvam diante do outro.

Você que viaja, precisa atentar muito para estes detalhes.

Acenos de mãos: Os cumprimentos feitos a distância também requer cuidados especiais. Imagine você caminhando na rua e do outro um amigo lhe vê. Ele começa a gritar o seu nome e fazer gestos para que você o perceba... Bom, o mais elegante seria que primeiro caminhássemos olhando na linha do horizonte e, de preferência, tomando o devido cuidado de perceber o que acontece ao nosso redor.

Para cumprimentar uma pessoa na rua, basta um breve aceno de mãos, sem muito exagero, isto se a pessoa para quem se acena também tiver lhe visto. Não se faça enxergar, você corre o risco de passar vergonha.

Outros cumprimentos como um aceno de cabeça, uma piscada rápida, um gesticular com os lábios são discretos e muito charmosos.

Observe também:

O bom senso recomenda que devemos estar sempre atentos a determinadas particularidades típicas de grupos e até mesmo nações. Por exemplo:

Chamar alguém esticando o indicador curvado é, em muitos lugares, ofensivo. Para nós brasileiros, é, no mínimo, indelicado.

Já o sinal de OK feito com o indicador e o polegar unidos, que no Brasil é um sinal obsceno, na maioria dos países é absolutamente natural.

Na Bulgária, as pessoas balançam a cabeça de um lado para o outro para dizer sim, ao invés de não.

Tocar as pessoas com as mãos não é aconselhável se você estiver nos Estados Unidos. Já no mundo Árabe, segurar a mão de um homem — e até andar de mãos dadas — é prova de amizade e respeito.

Mas há outros detalhes com relação à postura que devem ser observados, veja:

Ficar em pé, com as costas retas e o queixo erguido é a própria imagem da autoconfiança e da ambição.

As mãos para trás — na hora em que você não sabe o que fazer com elas — é atitude que também passa a idéia de elegância e autoridade. Além do mais, é muito melhor do que enfiá-las no bolso.

Cruzar os braços sobre o peito pode passar uma imagem defensiva ou de desacordo.

Durante uma conversa, um bom sinal de que você está interessado e prestando atenção no que ouve, é inclinar-se ligeiramente para a frente e reagir ao que o outro disser com um leve meneio de cabeça ou um sorriso discreto.

Olhar a outra pessoa nos olhos enquanto conversa é sinal de interesse. Mas cuidado para não chegar ao extremo de olhar fixamente, pois isso pode denotar arrogância ou desafio.

Todas essas dicas se prestam tanto na vida social como na profissional. Vamos ver então outros cuidados que devem ser tomados:

Bater a mão contra a de um colega que passa pelo corredor, é aceitável. Porém, se quem passa é um cliente, um superior ou uma mulher, esse cumprimento é inadequado. Nesse caso, um “Olá! Como vai?” pega muito melhor.

Se você vem com um grupo pela rua e percebe um amigo vindo em sua direção para cumprimentá-lo, dita a regra que você não é obrigado a parar para apresentar todos a essa pessoa.

Você pode parar, falar rapidamente com ela, enquanto o grupo segue em frente. Quando você acabar, vá atrás deles.

Na próxima postagem, aprenderemos um pouco mais sobre algumas regras básicas de etiqueta.

Créditos: Colégio São Francisco e Dicas e Etiquetas Rosyluz

7 comentários:

Silvana Marmo disse...

Olá Estela,
Vou começar confessando, não sei receber, não sei hospedar e sou terrivel em cumprimentos (principalmente os funebres que a anta que vos fala pergunta se está tudo bem),não sei onde por a não e nem consigo servir nada, sou bicho do mato. Mas... sou ótima de papo, consigo distrair as visita para que alguem possa resolver meu problemas....
Ninguém é perfeito, se souber que vou receber alguém amanhã surto hoje.
Meu carinho

Mari Costa disse...

Oii Estela
Muito boa suas dicas de como ser um bom anfitrião e hospede.Eu geralmente quando vou viajar e ficar na casa de alguem, sempre procuro levar coisas regionais tambem, tipo bolo de rolo, bonecas de ceramicas, queijo de coalho, boneco de barro, presentinhos bem tipicamente pernambucano que as pessos adoram.
Bjs no coração

LISON COSTA disse...

Saudações!
Amiga Estela:
Mais um ótimo artigo que você nos brinda!
Estudar a sua matéria é acessar o conhecimento da sensatez na vida social, e no mundo da recepção, visto que uma palavra, uma gesto indevido, ou uma simples gafe pode comprometer relacionamentos além de tirar o brilho do evento.
Parabéns por mais uma excelente matéria!
Abraços,
LISON.

LISON COSTA disse...

Saudações!
Amiga Estela:
Mais um ótimo artigo que você nos brinda!
Estudar a sua matéria é acessar o conhecimento da sensatez na vida social, e no mundo da recepção, visto que, uma palavra, um gesto indevido, ou uma simples gafe pode comprometer relacionamentos além de tirar o brilho do evento.
Parabéns por mais uma excelente matéria!
Abraços,
LISON.

Jorge Alberto disse...

Se ele foi até Delfos, eu não sei. Mas certamente corre o risco de virar ingrediente de uma Paella na Alemanha. :)

Abraços e obrigado pela visita e comentário no blog.

Carlos Roberto de Oliveira disse...

Eu costumo dizer que a gente vive aprendendo. Seu blog é uma verdadeira escola de boas maneiras.

Gostei muito dos seus conselhos e dicas!

Um abração...

Iúri disse...

Olá Estela,

Muito obrigado pela visita ao meu blog, fico feliz com seu comentário.

Muito interessante seu texto, principalmente nos detalhes dos hóspedes e dos cumprimentos - foi uma grande aula!

Beijos, e já estou te seguindo também.

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review