domingo, 11 de julho de 2010

Etiqueta à Mesa II

História

Etiqueta à mesa é a forma como as pessoas se portam à mesa em situações sociais, de modo a demonstrarem pertencer à determinado grupo social. Geralmente esses grupos são aqueles de predomínio numa sociedade, seja essa um predomínio social, político ou cultural. A etiqueta nos dias de hoje já está menos rígida, bem mais flexível.

As normas de etiqueta à mesa surgiram na antiga França, onde até hoje é considerada como sinônimo de requinte e refinamento.

Quem nunca ouviu falar dos maravilhosos “menus” desenvolvidos pelos franceses, suas belas mesas compostas com bom gosto e classe?

É importante salientar que as normas de etiqueta à mesa são as mesmas, independente do estilo de recepção que você irá realizar, o que irá interferir na composição da mesa será o cardápio oferecido. Talheres, pratos e copos sempre estarão dispostos à mesa de acordo com o cardápio que você preparou.

Tipos de Recepção


Formais (serviço à francesa, serviço à inglesa)






Informais (serviço à americana, à brasileira)




Serviço à Francesa

Em matéria de etiqueta à mesa, é o mais requintado, deve ser realizado somente em ocasiões especiais (casamentos, bodas, noivados, quando receber pessoas formais, como ambiente de trabalho – presidentes, diretores, hóspedes estrangeiros). São situações protocolares, como numa embaixada, por exemplo.

Ao montar a mesa, se o serviço for à francesa, a arrumação deve ser a seguinte: 3 pratos, 10 talheres, 4 copos e 1 guardanapo por pessoa (veja ilustração ao lado). Não haverá pratinho de pão, pois o lugar fica reservado para a lavanda que virá antes da sobremesa.

Neste serviço devemos tomar precauções dobradas, nada pode dar errado... O garçom deve estar impecável (com uniforme e luvas). O mesmo começa servindo a mulher sentada ao lado direito do anfitrião (a convidada de honra), em seguida todas as mulheres, por último o anfitrião. Deve trazer a bandeja à esquerda do convidado, para que ele mesmo se sirva.

Os lugares à mesa são marcados com porta cartões (placement), onde consta o nome de cada um à frente do local onde deve se sentar.

O garçom que serve à francesa deve ter muita prática, não deve nunca esbarrar nos convidados enquanto serve e nem se encostar à mesa.

Serviço à Inglesa

O serviço à inglesa também é um serviço requintado, porém o que o diferencia é que neste serviço o convidado não precisa pegar os talheres da bandeja para se servir, pois é o garçom que o fará. É um serviço muito usado nos restaurantes. Somente o prato principal é passado entre os convidados o resto dos pratos são servidos individualmente nos pratos.

Serviço à Americana

Serviço a americana é quando o prato é servido "montado", já pronto, na mesa do comensal, seguindo padrões de estilo que variam de acordo com o conhecimento individual daqueles que o preparam. Um grande chefe de renome internacional, por exemplo, fará sua apresentação de acordo com os conhecimentos que possui o que o diferirá muito daquele prato feito que fizermos em casa. Observar que o serviço americana é conhecido, também, como serviço de empratado. O que chama a atenção neste serviço é a apresentação dos alimentos dispostos no prato, que tendem a obedecer uma harmonia de cores, texturas e sabores para garantir que vai agradar não somente aos olhos do comensal, como também, o seu paladar. Os pratos, já montados em sua apresentação final são servidos pela esquerda do comensal, e retirados pela direita, aplicando-se a mesma concordância com os serviços à esquerda, onde, em geral, serve-se o pão e os pratos que compõem o menu, e a direita, onde, em geral, são servidas e retiradas as bebidas, assim como, as sobremesas.

Quando você põe a mesa para um bufê de um jantar americano, é essencial considerar a facilidade de circulação.

– Não deixe faltar um elemento de beleza: enfeite o bufê.
– Use copos apropriados à bebida que acompanha a refeição.
– Escolha pratos que combinem com o clima da reunião.
– Lembre-se: tudo deve se harmonizar entre si.
– Disponha de alguns pratos a mais, para enfrentar qualquer imprevisto.
– Use talheres em inox. Juntá-los aos guardanapos é prático e fica bonito.



Os pratos, copos, talheres, guardanapos e a comida ficam dispostos em mesas ou aparadores para onde as pessoas se dirigem para se servir.

Mesmo sendo o serviço mais prático, o serviço americano requer certos cuidados, como:

– assegurar que a comida permaneça quente (é interessante o uso do réchaud):

– ficar atenta à reposição de pratos para que os convidados não fiquem esperando ou deixem de se servir;

– espalhar mesinhas pela sala para facilitar o manuseio de copos, pratos, talheres e guardanapos;

– providenciar cadeiras para todos, pois é muito desagradável comer em pé.

Serviço à Brasileira

É o tipo de serviço que mais estamos acostumados, é o tradicional serviço familiar que realizamos em nossas casas. A mesa deve ser arrumada com toda a elegância, pois mesmo sendo pessoas mais íntimas, deve–se ter o capricho de distribuir tudo da melhor forma possível. Nesse serviço não utilizamos garçom, pois as travessas podem estar à mesa.

Veja na figura ao lado, como arrumar uma mesa para um serviço à brasileira.
Nesse caso pode-se usar guardanapo de papel, colocando-o à esquerda por baixo do garfo ou ao centro substituindo o guardanapo de tecido.


Os Anfitriões têm Três Opções

Servir todos os convidados – ou repetir travessas – ou usar o aparador e deixar os convidados se servirem à vontade.

Como Servir à Mesa

A pessoa que servirá a mesa (o dono da casa, copeira ou garçom) deve estar com aparência impecável. Deve ter boa postura, jamais se curvar sobre o convidado (roupa sempre limpa, pois higiene é fundamental). A toalha também deve estar limpa e bem passada. A mesa bem arrumada, tudo deve estar impecável.

Começa-se pela entrada (sopa, salada...). Se for sopa, prato fundo ou a taça de consommé (poderá vir cheio para mesa).

Se a entrada for fria, poderá estar no prato e à mesa, antes dos convidados sentarem. Senão, será servida pelo lado esquerdo após se sentarem.

As bebidas são servidas pelo lado direito e de acordo com os pratos. Nunca encha até a boca os copos (somente 2/3 da taça).

A primeira travessa é levada pelo lado esquerdo do convidado (se for a francesa ele mesmo se serve). Os pratos sujos devem ser retirados também pelo lado esquerdo. Os pratos limpos sempre entram pela direita do convidado.

Servir homens e mulheres partindo sempre da convidada de honra.

Evite fazer pilhas ao retirar os pratos, primeiro são retirados os pratos e depois os copos.

Ao terminar a refeição, o café pode ser servido à mesa ou na sala de estar.

Dicas Para Comer Alimentos Difíceis



Alcachofra – Se vier inteira, acompanhada de molho a vinagrete, é desfolhada com as mãos. À mesa, costuma servir-se somente o coração da alcachofra.



Alface – Não é cortada com a faca. Devemos sempre escolher o miolo para servirmos à mesa.

Caviar – Quando servido na hora de drinques, como canapé, come-se com os dedos. Quando servido como entrada, é apresentado sobre blocos de gelo e acompanhado de torradas. Pegamos a torrada e colocamos um pouco na sua extremidade para saborearmos com sobriedade e prazer.

Consommé – Se houver pedacinhos de torradas, come-se com a colher e depois leva-se a xícara de consommé aos lábios para beber o líquido.

Coquetel de Camarão – Servido em recipiente próprio, com lugar para gelo moído na parte inferior. Come-se com colher de sobremesa na mão direita e garfo de peixe na mão esquerda. Se houver camarões graúdos, devem estar descascados, se estiverem sobre a borda da taça, devem ser colocado dentro da taça e cortados com a colher antes de levá-los à boca.

Escargots – São servidos em pratos especiais, com cavidade para cada unidade. Devem ser segurados por uma pinça própria na mão esquerda e com garfo próprio na mão direita retira-se o conteúdo para comê-lo.


Macarrão e Massas em Geral – Deve-se comer só com o garfo. No caso do espaguete, usa-se uma colher para ajudar a enrolar o macarrão no garfo.



Frutas

Abacate – deve ser servido à mesa como creme.

Abacaxi – descascado e cortado em rodelas, come-se com garfo e faca de sobremesa.

Cereja – deve se segurar pelo cabo, comê-la com as mãos, colocando o caroço no prato de sobremesa.

Caqui – com garfo e faca de sobremesa.

Ameixa – come-se com a mão, depositando o caroço no prato de sobremesa.

Laranja – descascada, come -se com garfo e faca de sobremesa.

Mamão – Deve ser descascado, fatiado ou picado em forma de cubos, come-se com garfo de sobremesa. Quando com casca e a metade, come-se com colher de sobremesa.

Manga – a melhor maneira de servir a manga é cortá-las em cubos. Come-se com garfo e faca de sobremesa.

Melão – é apresentado em fatias com a casca. Firmando a fatia com o garfo, separa-se pedacinho a pedacinho da polpa para comer.

Pêssego – com a faca e garfo, descasca-se, vai cortando e comendo pedacinho por pedacinho, não se leva o caroço à boca quando estiver à mesa.

Uva – Servir em cachos já lavados cuidadosamente. É necessário, porém uma tesoura própria para cortar os galhos. Come-se como as cerejas.

Flores, Frutas, Cores e Arranjos

Alguns componentes de decoração contribuem para dar o tom na sua recepção. O item de cores é um item que traduz a essência de um acontecimento, elas estão nas flores, frutas toalhas e louças. Para saber escolher, dosar e combinar é necessário para conhecer o significado de cada cor e o impacto que podem causar no ambiente. Confira:

Vermelho – é o matiz mais dramático que existe. Transmite energia e tem visualização rápida, pode surtir um belo efeito, por isso deve ser utilizado com moderação. As flores mais utilizadas com essa cor são as rosas, tulipas, gérberas, crista de galo.

Laranja – tem quase a mesma intensidade do vermelho, transmite otimismo e alegria. Duas flores com essa cor são utilizadas atualmente, o girassol e o lírio.

Rosa – Ideal pára dar um ar romântico à ocasião, traz suavidade ao ambiente, excelente para casamentos. As flores mais usadas com essa cor são: rosa, amarílis, dália, angélica.

Amarelo – transmite idéia de riqueza afinal, é a cor do ouro. Ligados a ela sentimentos de força, entusiasmo e trazem positivismo ao ambiente. Lírios, girassóis, narcisos, crista de galo, palmas são as flores que mais prestam às decorações.

Verde – essencial em qualquer arranjo, é uma das cores que mais lembram harmonia e paz. São inúmeras as plantas que se prestam à decoração, entre elas as dracenas, ciprestes, eucaliptos, samambaias, avencas etc.

Azul – leva otimismo e esperança ao ambiente e as flores mais comuns nas decorações são: jacintos, papoulas, agapantos etc.

Branco – indispensável até mesmo para compor um arranjo com outras cores, é a cor da paz. Copos de leite, rosas, lírios, boca de leão e orquídeas dão a vida e harmonia às outras flores do arranjo.

Algumas Dicas

Agora que você conhece todas essas maneiras de receber, vai aqui um conselho: confie em sua intuição e criatividade.

Não tem todos os pratos ou copos do mesmo jogo?

Use de jogos diferentes, aproveite e coloque guardanapos de várias cores, também.

Faça de maneira divertida.

Quer flores na mesa, mas não tem um vaso adequado?

Coloque só botões em copos individuais, ou espalhe pétalas pela mesa.

Quase tudo o que fazemos com carinho e pensando nos convidados, pode sim.

Sem exageros.

O mais importante é a reunião em si, o afeto dos amigos.


Créditos: Colégio São Francisco

11 comentários:

Silvana Marmo disse...

Olá Estela,
Mais uma grande lição a nós pobres mortais, se conseguir um dia, receber alguém pode ter certeza que foi com sua ajuda.
Meu carinho

edilene - amor disse...

gostei de saber, o quanto tu sabes!
;)

Yoriko disse...

Muito bem elaborada a sua postagem, e nos traz informações com detalhes preciosos. Beijos. Obrigada.

LISON COSTA disse...

Que Post Fantástico!
Amiga Estela:
Mais um hiper Post que você nos presenteia!
Com sinceridade, é um artigo devidamente fundamentado na boa etiqueta. Não quebrando o glamour do seu artigo, uma sugestão para dicas: palitar os dentes é recomendável?; o casal deve se sentar frente a frente ou lado a lado? Quem é servido primeiro, anfitriões ou convidados? Que tal um ensaio para não falar gesticulando com os talheres? Amiga a riqueza da etiqueta é tão grande que dá para fazer uma enciclopédia. Bem, se prevenir aprendendo, não passa decepções!
Parabéns por mais uma excelente Post!
Abraços,
LISON.

wellingtonoliveira disse...

Essa segunda parte da sua matéria está demais.
Valeu mesmo!

Jucifer disse...

gostei das dicas sobre as frutas
bem triii
bjim

paqueranainternet disse...

Esse assunto me deu fome. Vo la comer um pouco *.*

hobbyblogclube disse...

Olá, Estrela!
Obrigado por sua atenção e carinho com nosso blog!
Bjs!
Rike.

Fernandez disse...

Olá Estrela!
Muito interessante a diferença entre os serviços.
Gostei da explicação e dos detalhes.
Parabéns pela postagem.
Forte abraço, Fernandez.

Gustavo thayllon disse...

Hahahah realmente etiqueta a mesa esta cada vez mais rara quase estinto !!
parabens pelo post fico mt mt mt legal e interessante um dos poucos que eu gostei de ler realemnete ""

Solange Inez de Castro disse...

As regras de como receber bem são valiosas mesmo quando se trata de encontros familiares, assim podemos fazer com que nossos convidados se sintam valorizados com tanto zelo (claro, que sem constrangimentos), mas as dicas de como comer determinados alimentos, são sempre nosso "tormento" quando surpreendidos com o desconhecido. Obrigada pela postagem.

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review