quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Regras Básicas de Etiqueta e Boas Maneiras

Regras Básicas

Evite o "Muito prazer em conhecê-lo (vê-lo)"; prefira: "Como vai?"; "Tudo bem?"; e para despedir-se vale um "Até breve"; "Até logo".

Sempre o menos importante se apresenta ou é apresentado para o mais importante, ou seja, senhor para senhora, mais moço para mais velho etc.

Para determinar a importância, deve-se levar em consideração: 

idade
sexo
posição social 
posição política e
hierarquia.

"Vocês já se conhecem, não?" é uma forma de apresentar as pessoas, mas, na dúvida, não use. A resposta pode ser negativa.

Mulheres não se levantam. São cumprimentadas sentadas.
É gentil levantar-se para alguém que já viveu muito mais que você ou para alguém que está carregando uma nova vida. Portanto, mesmo que você seja do sexo feminino, levante-se para uma senhora idosa ou para uma gestante.
Homens se levantam sempre. Mesmo que seja para cumprimentar outro homem.

Sempre faça a apresentação com nome e sobrenome. Pode parecer esnobe, mas não é. Vale como uma referência importante.

Se for uma pessoa conhecida, famosa ou homenageada, pode-se dispensar a apresentação como o nome e sobrenome da mesma. A pessoa que está sendo apresentada tem seu nome e sobrenome anunciados.

Não se cumprimenta com contato físico à mesa (beijos, abraços ou aperto de mão). Acena-se com a cabeça, e a saudação é geral. 
Tchauzinho ou beijinhos ao vento, não!
Exercite a memória, procurando guardar a fisionomia das pessoas. Não há nada mais desagradável do que o famoso "Muito prazer" pela segunda ou terceira vez.
Muito prazer, aliás, é totalmente dispensável. "Como vai?" ou "Boa noite!" "Boa tarde!" etc., é mais elegante.
Podemos e devemos nos apresentar; facilita o entrosamento e quebra o gelo. ("Olá, como vai? Eu sou a Estela.").

Saudar com um sorriso sempre. Lembre-se de que a primeira impressão é a que fica.

Ao apresentar um casal a alguém sempre diga o nome dos dois. Ex.: "Fernando e Carla Vasconcellos", e jamais "Fernando Vasconcellos e senhora".
Mesmo porque, para uma conversa ser estabelecida, precisamos saber o nome das pessoas.
Os homens devem dizer: "Quero lhe apresentar minha mulher..." Deve-se utilizar o termo esposa quando nos referimos formalmente à mulher de alguém.

As mulheres devem utilizar o termo marido em qualquer situação.
Esposo, nem pensar!
Sempre apresente as crianças dizendo seus nomes. É o começo do treino social.

Mantenha os olhos nos olhos, e sempre tire os óculos escuros.

O aperto de mão não deve ser frouxo (com a mão mole) nem exagerado (aquele que chega a machucar), e em grupo é dispensável; cumprimenta-se com um movimento de cabeça e vale uma saudação leve.

No Brasil existe o hábito de dar dois beijos (nos Estados Unidos, por exemplo, o hábito de beijar como cumprimento ainda é novidade, e na Europa, um beijo é o correto).
Agora, três nem pensar! Nem na concunhada.
O antigo costume de beijar a mão de uma senhora, apesar de pouco usado, ainda é válido. O beijo na mão é uma forma de mostrar respeito e admiração, porém, com o distanciamento que esse mesmo respeito requer. É um gesto rápido, iniciado pela senhora que estende a mão ao homem, pois a ela cabe a iniciativa do cumprimento.
Evita-se o toque dos lábios no beijar, porém, sem afastá-los mais que alguns milímetros: imita-se um beijo à altura da articulação dos dedos com o dorso da mão, não à do punho flexionado. Se a mulher se acha em uma recepção formal e usa luvas, ela as retira (pelo menos a da mão direita) para a eventualidade de ser apresentada a um homem, pois este não deve beijar uma mão enluvada. 
Caso não seja algo usual para você, desista. Quando fazemos algo formal sem naturalidade é ridículo!
Ao apresentar as pessoas, conte algo de uma para a outra (profissão, hobby etc.). Isso dá início à conversa e ela pode deslanchar.
Dica especial para entrosamento social: Never complain, never explain (Nunca reclame nem se explique) - ninguém suporta quem reclama, É como se diz no exército: "Quem explica não se justifica".
Não usar como referência nada que não seja algo presente na vida de alguém, como "Ele/ela é ex de fulana/o" ou "Ele/ela foi presidente do banco tal".
Pode não ser uma lembrança muito feliz.
Ao encontrar um velho amigo, caso esteja acompanhado de outra pessoa, faça uma breve apresentação e, mesmo que seja um amigo de quem as saudades são imensas, atualize meios de contato e marque um próximo encontro.
Nada mais chato do que alguém que nos acompanha encontrar um 'amigão' e ambos engatarem o maior papo, com assuntos, datas e momentos que desconhecemos. Portanto, policie-se para não cometer essa indelicadeza.
Não existe negação de origem. Não tente ser aquilo ou alguém que você não é.
Não vai convencer e, caso convença, não dura.
Quando alguém se junta a um grupo que já estava conversando, é gentil que se faça um breve resumo do que estava sendo falado.

Ao cumprimentar ou reunir-se a um grupo onde apenas uma ou duas pessoas são conhecidas suas, lembre-se de saudar a todas as demais.
O ideal é cumprimentar todas.
Curiosidade: Para os orientais, quando curvamos a cabeça para cumprimentar alguém, estamos oferecendo o que há de melhor em nós mesmos: a inteligência, a sensibilidade, o raciocínio e a sensualidade, uma vez que todos esses sentimentos estão ali.
Vale Lembrar que a 'famosa' saída à francesa é com beijo e cumprimento. Em geral, a expressão é usada de forma equivocada no Brasil, pois a saída à inglesa é que é sem beijos ou cumprimento.
Homens x Mulheres

Caso uma senhora à mesa se levante ou venha a se sentar, os homens mais próximos devem se levantar - é puro cavalheirismo.

O homem deve carregar sacolas, abrir portas e esperar as mulheres entrarem em suas casas, carros etc.
O cavalheirismo é um sucesso. Acredite!
Era costume deixar a mulher sentar-se sempre de costas para a entrada, mas hoje isso não é mais uma regra obrigatória.
É muito mais simpático deixá-la com a melhor visão geral, ou seja, "com vista para o mar".
Curiosidade: Os mafiosos jamais se sentam de costas para a porta ou embaixo de janelas, por razões óbvias.
Ao entrar num restaurante, o homem precede a mulher até o maître, que, após definir a mesa, deve ser seguido pela mulher à frente do homem. Na saída, a mulher precede o homem.

A mulher diz ao homem o que escolheu, e ele faz o pedido ao maître.

O homem entra antes no banco de trás do carro, pois isso evita que a mulher tenha de escorregar ou deslizar pelo banco.

O homem sempre desce as escadas à frente e sobe atrás das mulheres, para ampará-las em caso de necessidade.

O homem sempre ajuda a mulher a vestir ou tirar o casaco.

O homem sempre anda na rua próximo ao meio-fio, e a mulher fica próxima às vitrines ou fachadas. É um sinal de proteção.
Curiosidade: Os homens desenvolveram esse hábito para evitar que, ao acompanhar as mulheres, cavalos e carruagens, que trafegavam naquelas vias sem calçamento e em meio à lama e poças d'água, respingassem seus vestidos. Ao colocar o casaco no chão em dia de chuva para que a mulher atravessasse sobre ele, o homem demonstrava o auge da gentileza. Os tempos mudaram bastante. Esse elegante gesto é totalmente dispensável, mas se ocorresse seria inesquecível... e muito.
O homem jamais carrega a bolsa de uma mulher.
A imagem é ridícula!
O homem nunca cruza os talheres demonstrando ter terminado a refeição antes que a mulher o faça.
Procure seguir o ritmo da sua acompanhante.

Fonte: ARRUDA, Fábio. Sempre, às vezes, nunca: etiqueta e comportamento. São Paulo: Arx, 2003.

11 comentários:

Mad Resgate disse...

Ola Estela
Confesso que estas informações são espetaculares.
Voce sabe realizar uma pesquiza completa e tambem dividir conosco tanta informação importante.
è raro conferir tais ensinamentos nos dias de hoje, a não ser, em grupos da alta sociedade, mas..., bom seria se todos a utilizassem, desta maneira nossa sociedade seria bem mais respeitosa.
Enquanto sonhamos um pouco, não podemos deixar de agradecê-la por tão importante postagem
Parabens
Um forte abraço
Mad

Roniel A. Julio disse...

Amiga Estela,
O seu Blog é muito interessante, e nos traz informações valiosas, pois as pessoas perderam a noção de educação e gentileza.
Essas regras são fundamentais para homens e mulheres que querem viver em uma sociedade civilizada.
Parabéns pela matéria.
Grande Abraço.
Roni.

Sissym disse...

Então até que ainda estou em linha com que aprendi, contudo, alguns pequenos detalhes foram se adaptando e os homens... nossa... seria otimo se lessem um pouco desta materia!

anselmocróbio disse...

MUITO LEGAL, ADOREI.
aprecio muito esses valores.

Topmaiz disse...

Oi Estela,

Boa noite, como vai? tudo bem?
Viu sou quase um gentleman kkkkkkk
Muito importante essas dicas.
Parabéns pelo ótimo post.

beijos e até breve
:)

Amores no Velho Chico disse...

Parabéns pelas informações ricas sobre educação. Nunca é demais a gentileza, o cuidado e a presteza.

JMS disse...

Muito útil, principalmente nos dias atuais, as pessoas realmente esqueceram os bons costumes.!

Izabel Lisboa disse...

Tudo muito interessante por aqui! Gostei muito das dicas de etiqueta e boas maneiras e amei as receitas! Vou estar sempre por aqui! Parabéns

Moleque disse...

Haahaha tirei grandes dúvidas nesse post. Não sabia que o homem não devia carregar a bolsa da mulher. Kk Um tópico e tanto!

Jacqueline disse...

Adorei...Sem Comentários. bjs

Anônimo disse...

Ual,ma jerry isso foi sensacional,adoorei meus parabens Estela adorei esta publicação,foi um show! :*

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review