terça-feira, 5 de outubro de 2010

Como Preparar Uma Linda Festa de Haloween

Preparando a Festa de Haloween

Se durante o outono o Sol vai se distanciando para o norte, e as noites são cada vez mais frias para nós que estamos no hemisfério Sul, chegou a hora de acontecer o inverso. A partir de 23 de setembro (ou 22, dependendo do ano), a temperatura só vai subir. É durante a primavera, a transição para o verão, que os animais se reproduzem e as aves constroem seus ninhos. Insetos voam de flor em flor em busca do néctar. O cenário florido é o cartão-postal desta estação.

Como o verde representa vida e beleza, acho interessante conhecer as mensagens vindas dos campos e jardins na hora de presentear alguém ou decorar um espaço para um evento - seja um elabora buffet, seja a sua própria casa. Quando passar pela floricultura, você já estará dominando esses significados.

Ao escolher a cor, leve a representação de cada uma. Obranco está associado a proteção, paz, pureza, verdade. Flores vermelhas sempre se destacam. O rosa representa a harmonia. O amarelo está ligado a clarividência, estudos, aprendizado, mente, brilho, vida, rapidez, velocidade, excitação. O verde está relacionado a cura, dinheiro, prosperidade, sorte, fertilidade, vida, crescimento. É a cor mais tranqüila para os olhos. O laranja exprime força, autoridade, atração, sorte.

Na Antigüidade já existia a atribuição de significados a flores e plantas. Os romanos homenageavam os heróis com coroas de louros, e a mitologia relata a criação de muitas flores. Esses significados variam de um país para o outro e até mesmo nas diversas regiões do Brasil. 

Doces e Bruxarias

Poucos dias depois da entrada da primavera, ocorre no Brasil uma comemoração de inspiração religiosa e que é literalmente saborosa: a Festa de Cosme e Damião (apesar de a Igreja Católica celebrar a data no dia 26), em que se distribuem balas para as crianças.

A origem, conta a história, está na Arábia, e esses irmãos gêmeos se chamariam Acta e Passio. Eles foram mortos em 300 d.C. porque realizavam um sem-número de milagres e foram por isso acusados de feitiçaria. Dentro do nosso sincretismo religioso, a comemoração como conhecemos vem das celebrações afro-brasileiras, nas quais os irmãos são associados a gêmeos que teriam a capacidade de ajudar em qualquer pedido em troca de guloseimas. Seus templos são ornados com bandeirolas e desenhos alegres, e as crianças se refestelam com doces e podem ganhar brinquedos. 

Praticamente na mesma época - 31 de outubro -, as crianças do hemisfério Norte se divertem em uma festa que também é embalada por doces: o Halloween. As escolas de idiomas, ao transmitis a cultura dos países de língua inglesa por aqui, fizeram com que passasse a ser fetejado, entre os brasileiros, o chamado "Dia das Bruxas".

O haloween é comemorado na maioria dos países anglo-saxões, mas é nos Estados Unidos que imediatamente pensamos quando algyém fala dessa data em que a garotada se fantasia de mortos-vivos e passa pelas portas das casas da vizinhança anunciando tricks-or-treats ("gostosuras ou travessuras"). Os adultos já têm preparado um estoque de guloseimas, para atender à demanda dessas "diabólicas" criancinhas. O símbolo do Haloween é uma figura conhecida mundialmente: a Jack-o-lantern, feita com uma abóbora sem miolo em que é recortada a expressão de uma caveira. Acende-se uma vela dentro com o intuito de expulsar tudo de mal e também os duendes que vagueiam pelas noites.

O que hoje é fantasia, nos tempos passados tinha um caráter bem mais sombrio. Os antigos celtas acreditavam que, em 31 de outubro, os espíritos dos que tinham morrido no ano anterior voltariam em busca de corpos de pessoas vivas para ali se alojarem. As leis de tempo e espaço estariam suspensas durante esse período, o que permitiria que as almas tivessem contato com os vivos. Assim, na noite de 31, os aldeões apagavam as luminárias de suas casas no intuito de deixá-las frias e não convidativas, e vestiam-se de maneira assustadora para espantar os indesejados visitantes.

A associação da data com "Dia das Bruxas", existe porque se acreditava que as feiticeiras eram adoradoras de demônios, o que lhes conferia poderes ocultos. A simpática versão que vem à cabeça de muitos hoje - a da bela moça voando em uma vassoura e fazendo sua magia de maneira doce, apenas mexendo o nariz - se deve à querida Samantha, personagem vivida por Elizabeth Montgomery (1933-1995) em Bewitched, o famoso seriado norte-americano dos anos 1960, transmitido aqui como A Feiticeira.

Como sou fã incondicional de festas, acredito que uma mensagem transmitida a uma criança durante celebrações tão gostosas como essas, ficará para sempre na memória dela. Aproveite essas festividades para reunir amigos, parentes, primos e os filhos pequenos deles. Se as datas caírem no meio da semana, não desanime: é uma bela chance de colorir o cotidiano. E, durante as crincadeiras, aproveite para explicar à garotada o significado de cada gesto. Guloseimas em excesso até podem fazer mal, mas, no caso de cultura e conhecimento geral, quanto mais, melhor.

Fonte: Arruda, Fabio. Faça a festa e saiba o porquê: etiqueta e comportamento do Carnaval ao Réveillon. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2009.
Fotos retiradas da Internet.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review