domingo, 26 de dezembro de 2010

Cardápio Delicioso e Econômico Para o Ano Novo

Estamos em época de reaproveitamento, de reciclagem, de não-desperdício, portanto, dita as regras de etiqueta e boas maneiras que nós devemos usar e abusar da nossa criatividade, reaproveitando tudo que nos for possível.

A ceia de Natal é farta, mas o que fazer com o que sobrou da ceia?

Se soubermos armazenar as sobras do Natal sob refrigeração adequada, poderemos utilizar essas sobras e fazer novos e deliciosos pratos para o Ano Novo. Não é uma boa idéia?

Nesta postagem ensinarei 3 deliciosas receitas utilizando sobras de peru ou chester, e desta forma você poderá economizar em sua ceia de Ano Novo além de fazer muito sucesso na cozinha.

Mãos à obra!


Escondidinho de Sobras de Peru ou Chester

Ingredientes:

6 batatas grandes
1 copo de leite
1 colher de sopa de azeite
2 colheres de manteiga
1 copo de requeijão
200g de mussarela ralada ou queijo ralado
1 cebola picada
1 dente de alho grande

½ xícara de cheiro verde picado 
Azeitonas verdes a gosto
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta-do-reino

Recheio:

Sobras de peru ou chester do Natal.

Modo de Fazer:

Desfie as sobras da ceia e reserve.

Em uma panela coloque o azeite, a cebola, o dente de alho e refogue. Coloque as sobras das carnes bem desfiadinho, junte o cheiro verde, as azeitonas, uma pitada de sal e a pimenta do reino. Reserve.

Purê:

Cozinhe as batatas e depois amasse. Junte o leite, a manteiga e um pouco de sal.

O preparo é rápido. Em um refratário coloque o requeijão, a carne desfiada temperada, o purê e o queijo ralado. Leve ao forno até gratinar.

Sirva com arroz branco e salada de folhas.

Salpicão com Sobras de Peru ou Chester

Ingredientes:

6 xícaras (chá) de peru ou chester assados e desfiados
1 xícara de salsão picado
1 maça verde picada 
1 laranja picada
5 fatias de abacaxi em calda picados
1 xícara de erva-doce fresca picada
1 cebola média picada
1 pimentão vermelho picado
1 pimentão verde picado
½ xícara (chá) de uvas-passas pretas
½ xícara (chá) de uvas-passas brancas
½ xícara (chá) de azeitona preta picada
½ xícara (chá) de salsinha picada
½ xícara (chá) de maionese
1 lata de creme de leite sem soro
Sal a gosto
Suco de 1 limão
Pimenta-do-reino a gosto

Modo de Fazer:

Misture todos os ingredientes em uma tigela, deixando por último o creme de leite sem soro.

Após mexer tudo muito bem, passe para um refratário e leve ao refrigerador até o momento de servir.

Salada de Lentilha e Sobras de Peru ou Chester

Ingredientes:

300 g de lentilha
2 colheres (sopa) de azeite extra virgem, e mais um pouco para servir
1 cebola picada
2 pimentões vermelhos fatiados
2 dentes de alho amassados
1 colher (chá) de sementes de cominho
250 g de cogumelos frescos fatiados
Raspas e suco de 1 limão
Cheiro-verde a gosto
400 g de sobras de peru assado em tiras
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo:

Cozinhe a lentilha numa panela grande com água fervente com sal por 35 a 40 minutos, até ficar al dente. Retire a água e transfira para uma saladeira. Reserve.

Aqueça o azeite numa frigideira e adicione a cebola e o pimentão. Cozinhe em fogo médio por 15 minutos até começarem a amolecer. Acrescente o alho e as sementes de cominho e cozinhe por 1 minuto. Junte os cogumelos, tempere com sal e pimenta e deixe por mais 2 ou 3 minutos, até ficarem macios.

Misture os legumes com a lentilha ainda morna, as raspas e o suco de limão e adicione o azeite, cobrindo bem.

Tempere a gosto.

Espere a salada ficar em temperatura ambiente para juntar o peru ou o chester.

Deixe marinar por 30 minutos antes de servir.

O Blog Etiqueta e Comportamento deseja à todos um Feliz Ano Novo.

Que 2011 seja um ano promissor e cheio de realizações para todos.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Pratos Requintados e Deliciosos Para a Ceia de Natal

A Ceia de Natal

A ceia natalina é a uma das mais belas tradições do Natal. A ceia festiva tem um profundo e belo significado, dentro da celebração do Santo Natal. 

Recordemos o significado da ceia pascal do Antigo Testamento. O povo de Deus do Antigo Testamento reunia-se, a cada ano, na festiva e solene ceia do cordeiro pascal, para lembrar, comemorar e celebrar a passagem de Deus, no Egito, para libertá-lo da escravidão. O povo de Deus, agora liberto da escravidão, podia dizer: "Se hoje somos livres, se somos um povo, se temos nossa terra, nosso país e nosso templo, é porque um dia Deus nos libertou da escravidão do Egito. Somos livres porque Deus nos libertou! Por isso, celebremos, festejemos e glorifiquemos o Deus que nos libertou". E assim comemoravam a sua libertação, todos os anos, através da festiva e significativa ceia pascal. 

Da mesma forma, nós, povo de Deus do Novo Testamento, nos reunimos festivamente, na ceia natalina, para lembrar e celebrar a passagem de Jesus entre nós, iniciada no dia do Natal. Passagem essa, salvadora e libertadora, realizada para libertar-nos da escravidão do pecado e de todos os males. Também nós podemos exclamar: "Se hoje somos gente salva, liberta, cheia de grandes esperanças, é porque um dia Jesus veio ao nosso meio para nos salvar. Somos salvos porque Jesus nos salvou, vindo no Natal!" 

Exatamente para recordar, celebrar e agradecer a Jesus Salvador é que celebramos o Natal, e nele, realizamos a ceia natalina. Ela é uma ceia festiva, de gente salva. É uma ceia festiva de gente que, muito alegre e feliz pela realidade da salvação, reúne-se para celebrar e festejar o Salvador. É um banquete oferecido a Jesus vivo, celebrado no Natal, como Salvador. 

No centro da mesa da ceia festiva coloca-se uma vela acesa, enfeitada. Ela simboliza Jesus vivo, o festejado do Natal, o aniversariante celebrado na ceia.  É para lembrar a todos que a ceia é realizada por causa de Jesus. Ele é o festejado, o aniversariante.


Filé en Croute Recheado com Ameixas e Funghi (3 porções)


  • 400gr de filé mignon limpo
  • 100gr de ameixas secas sem caroço
  • 10 gr. de funghi secchi
  • 150 gr de massa folhada (1/2 pacote de massa Arosa)
  • Azeite, tomilho, alecrim, pimenta caiena, sal e canela a gosto
  • 1 ovo batido para pincelar

Modo de Fazer:

Tempere a peça de filé com os temperos secos e o azeite. Deixe marinar por uns 30 minutos. 
Deixe a carne marinar e prepare o recheio. Deixe o funghi hidratar com água quente.
Corte em tirinhas as ameixas e o funghi. Leve para saltear em azeite até secar bem (é importante ficar bem seco para rechear a carne). 
Abra a carne ao meio e recheie com a mistura de ameixa e funghi, acertando o sal. 
Amarre bem com barbante, para manter o formato. 
Seque bem a carne e leve para selar em uma frigideira bem quente. 
Embrulhe em filme plástico e levamos a geladeira por 2 horas. 
Desembrulhe a carne, abra a massa folhada, e posicione a carne no meio da massa, pincelando toda a massa com o ovo batido e, após isso, embrulhe a carne fechando bem as laterais. 
Pincele toda a massa com ovo e faça pequenos cortes na superfície. 
Leve para assar em forno de 180 graus, por 20 minutos (até ficar dourado).

Arroz com Pêssegos (3 porções)

  • 130 gr de arroz
  • 2 pêssegos frescos cortados em cubos
  • 15 ml de vinho branco
  • 1/3 de cebola picada
  • Caldo de legumes para cozinhar o arroz
  • manteiga, sal, pimenta do reino e salsinha fresca picada para decorar.

Modo de Fazer: 

Refogue a cebola na manteiga. Adicione o arroz e mexa bem. Junte o vinho e deixe evaporar. Acrescente o pêssego e o caldo de legumes. Cozinhe por 20 minutos em fogo brando e com a panela tampada.

Terrine Duo de Chocolate e Pistache (4 porções)

  • 130 g de chocolate branco
  • 130 g de chocolate amargo
  • 190 ml de leite integral
  • 65 gr de açúcar
  • 6 gemas peneiradas
  • 12 g de gelatina em pó neutra
  • 340 ml de creme de leite fresco
  • 20 g de pistache seco

Modo de Fazer:

Primeiro, aqueça o leite até levantar fervura.
Bata bem as gemas com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado. Adicione o leite quente lentamente, continuando a bater na batedeira. Leve a mistura ao fogo até engrossar. 
Hidrate a gelatina com um pouco de água quente. Adicione a gelatina ao creme de gemas e divida em duas partes. 
Derreta os chocolates em banho maria. Junte cada chocolate em um bowl com o creme de gemas e misture bem.
Bata o creme de leite em chantilly (sem açúcar) e acrescente metade a cada bowl, mexendo muito delicadamente.
Forre uma terrine com filme plástico e adicione primeiro o chocolate escuro. Deixe gelar por 15 minutos na geladeira, coberto.
Torre bem os pistaches e coloque metade por cima do chocolate escuro. Cubra com o chocolate branco. Depois de cubrir, volte à geladeira por duas horas. Na hora de servir, desenforme cuidadosamente e salpique pistache ligeiramente picados.

Salada de Frutas Natalinas com Presunto de Parma (3 porções)

  • 4 fatias de presunto de parma
  • 20 g de nozes pecan
  • 80 g de uvas rubi
  • 20 gr de uvas Thompson cortadas ao meio
  • 10 ml de azeite de oliva
  • 1 limão
  • 1 maçã Grand Smith (verde) em tiras finas
  • 1 pitada de summac (ou raspas de casca de limão)
  • sal e pimenta a gosto
  • cebolinha verde picada para decorar

Modo de Fazer:

Deixe a maçã em fatias de molho em água e suco de meio limão. Bataas uvas rubis no mixer, coe e misture o suco da uva com azeite, sal e pimenta do reino. Bata bem até encorpar o molho e leve à geladeira. Salteamos as nozes pecan até liberarem seu perfume. Em um bowl, misture as maçãs e o molho. Adicione as uvas cortadas ao meio, as nozes e pedaços do presunto de parma. 

Prato Finalizado:

Provamos tudo e ficou delicioso! A combinação de maçã e presunto de parma da salada é muito contrastante e saborosa. A carne, levemente adocicada pelo recheio e com o crocante na massa folhada combinou muito bem com o arroz com o suave sabor do pêssego fresco... E a sobremesa... linda e muito leve, bem aerada, chocolate amargo com o sabor doce do chocolate branco e a crocância do pistache!

Fonte: Desafios Gastronômicos

O Blog Etiqueta e Comportamento deseja a todos os amigos internautas que nos prestigiaram durante o ano de 2010, um Feliz Natal com Jesus! 
Que possamos continuar juntos no ano que se inicia, compartilhando sempre de boas informações e de boa amizade, pois somente unidos é que alcançaremos nossos objetivos.

FELIZ NATAL e PRÓSPERO ANO NOVO!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Como Arrumar e Decorar uma Linda Mesa de Natal

Como Arrumar a Mesa de Natal

Dúvidas sobre como deve ser à disposição de pratos, talheres e copos ou como decorar uma mesa sem fazer feio são a preocupação de qualquer anfitrião.

Com as proximidades do Natal, muitas pessoas se preparam para receber familiares e amigos em suas residências e, muitas vezes, por não saber como organizar o evento, ou pela falta de tempo, a família acaba optando por uma ceia em um restaurante ou hotel. “Hoje em dia a procura por restaurantes que ofereçam estas opções de ceias de Natal e Ano Novo é muito grande. As mulheres de hoje não dispõem de muito tempo para preparar a casa para receber seus convidados, mas é possível seguir algumas regrinhas na hora de arrumar a mesa e lançar mão de arranjos florais para ter uma noite simples e sofisticada”.

Mesmo com a correria dos dias atuais, devemos pensar que o dia de Natal é único, portanto, eu prefiro a tradicional ceia de Natal em casa, onde podemos reunir nossos familiares para comemorarmos este dia de luz e paz. Não há maior prazer que prepararmos com muito amor, carinho e dedicação a nossa própria ceia de Natal, e assim celebrarmos o nascimento do menino Jesus. (grifo meu)

Algumas Dicas Importantes

1) O primeiro passo é decidir o que deseja servir no jantar e, a partir disso, saberá quais utensílios utilizar e suas quantidades.

2) Com o cardápio resolvido, é hora de organizar a mesa. A colocação dos utensílios deve ser sempre feita de “fora para dentro”. Ou seja, se o seu primeiro prato for uma salada, o segundo uma sopa, o terceiro uma carne e o último a sobremesa, a ordem deverá ser: prato base ao centro, ao lado os talheres da carne, o da sopa e, por último, o da salada, seguindo a ordem de pratos servidos. Não devem ser colocados mais que três pares de talheres à mesa.


3) Os garfos devem ser colocados ao lado esquerdo do prato e as facas ao lado direito do prato. A colher de sopa só deverá ficar ao lado das facas se for o primeiro prato servido (entradas não são consideradas como pratos). Outra exceção à regra é o garfo de ostras, que é o único que deve ser colocado ao lado das facas.



4) O número de copos pode ser de até cinco. Todos devem ser colocados de maneira que os pequenos fiquem na frente. Logo acima das facas, deverá ser posicionado o copo de água, ao lado o copo de champanhe ou flutê e, em frente a eles, o copo de vinho tinto ou vinho branco e o de vinho do porto.


5) O prato base ou sousplat deve permanecer na mesa até o fim da sobremesa.

6) O guardanapo deverá ser colocado em cima do prato base.

7) As lâminas das facas são sempre colocadas viradas para o prato. Exceto o garfo de ostra.


8) Os talheres da sobremesa devem ser trazidos à mesa junto com o prato de sobremesa.

9) Sirva sempre em pratos de um único tipo, por exemplo: porcelana e vidro. Para os talheres, o mesmo fica valendo.


A Decoração

A decoração de Natal em uma casa, além de fazer a diferença, dá um ar familiar, de aconchego e traduz os desejos do anfitrião. Ela é essencial para dar o clima de festividade ao local. Para tanto, não é preciso gastar muito. Você pode usar toalhas comemorativas ou jogos americanos nas cores verde e vermelha, que são símbolo do Natal.


Para os arranjos, opte por vasos transparentes com arranjos florais que combinem com a decoração. Cabe ao bom gosto do anfitrião escolher qual flor é de sua preferência e as cores. Uma boa opção são as rosas vermelhas com folhagem verde. Corte as rosas e folhagens na altura do vaso. Una as rosas e ampare-as com as folhagens. Amarre com um pedaço de fita vermelha e verde ou até mesmo dourada. Coloque-as no vaso com água.


Hoje temos inúmeras opções de guardanapos comemorativos. Mas, se o melhor é economizar, pequenos ramos de trigo ficam bem quando amarrados e colocados sobre o guardanapo comum, ou de pano.

Outra idéia para dar somente um toque à disposição da mesa, são as velas e pequenos laços em verde e vermelho. Estes podem ser espalhados sobre a mesa, não são caros e dão um ar charmoso.


A decoração das mesas possui algumas regras: “O suplá nunca deve ficar sozinho na mesa, sem um prato sobre ele, e é legal sempre ter uma vela”, mas fique atento ao seguinte detalhe: "Se colocar vela, tem que acender."

Para quem não gosta de acender velas em mesas, há a opção de velas falsas, movidas a bateria, que usam lâmpadas e piscam imitando as reais.





Para caprichar, use várias peças de vidro e um faqueiro diferente. No mercado há peças com cabos que imitam madrepérola, por exemplo. Para mesas em estilo mais rústico, há ainda faqueiros com cabo de bambu. Na hora de posicionar os talheres na mesa, o garfo fica do lado esquerdo, a faca e a colher de sopa do lado direito e a colher de sobremesa fica em frente ao suplá.




Com os utensílios selecionados, é hora de definir as combinações. “Se você usa uma toalha estampada só na barra, você pode usar um prato mais estampado. Nunca use uma toalha estampada com um prato estampado. Se a toalha tem um pouco de dourado, é legal usar um suplá dourado. Se você optar por uma mesa mais rústica, a dica é um suplá de fibra. E tem os suplás de prata, que são clássicos”.


 
Tradição: Vermelho e Verde

Os símbolos natalinos têm alguns significados e a tradição que uniu as cores vermelho e verde, por sua vez, também têm inúmeras explicações. Uma das histórias que contam sobre a tradição que uniu as duas cores vibrantes nasceu há mais de 800 anos entre os godos, antigo povo da região hoje conhecida como Alemanha. Na noite mais longa do Inverno, no dia 22 de dezembro, eles enfeitavam um pinheiro verde com maçãs vermelhas e o colocavam dentro da casa voltado para o poente, em homenagem ao deus Sol. Era um costume pré-cristão.

A árvore adornada com frutas vermelhas lembrava aos moradores que, apesar da grande escuridão, o sol, simbolizado pelas maçãs, voltaria para iluminar a Terra e assim trazer de volta a vida, representada pela árvore. Mais de 100 anos depois, na mesma região e quase na mesa data, os rituais que festejavam o deus Sol foram adotados pela igreja cristã para comemorar a vinda de Jesus Cristo ao mundo, no dia 25 de dezembro. A associação tinha razão de ser. Segundo os Evangelhos, Cristo também simboliza a luz (o Sol), a verdade e a vida (a árvore). Assim, mais uma vez, verde e vermelho foram convidados para testemunhar um nascimento.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review